SUSSUNDENGA ACOLHE CERIMÓNIAS DE CELEBRAÇÃO DO DIA MUNDIAL DA LATRIN

Sob o lema “Valorize a Latrina e a Higiene na sua Família”, realizou-se nesta sexta, 19 de novembro, no distrito de Sussundenga, Província de Manica, as cerimónias centrais da celebração do dia Mundial da Latrina, dirigidas pelo governo da província, representado pelo respectivo director provincial de obras públicas de Manica, Flávio Félix Manuel.

O dia Mundial da Latrina, é uma data instituída pelas Nações Unidas e celebra-se todos os anos com o objectivo de alertar e sensibilizar os governos, a sociedade e ao público em geral, sobre a importância de ter uma latrina, assegurando-se que a mesma seja limpa e ofereça boas condições de higiene e segurança para todos os membros da família.Segundo o director provincial de obras públicas de Manica, o Governo de Moçambique lançou o Programa Nacional de Abastecimento de Água Rural (PRONASAR) em todos os Distritos de modo a garantir que as comunidades vivendo nas zonas rurais se tornem livres de fecalismo a céu aberto como forma de prevenir o surgimento de doenças provocadas pelo mau saneamento, como é o caso da cólera, diarreia, tracoma, desnutrição crónica, entre outras.Ainda no âmbito do PRONASAR, o secretário permanente do distrito de Sussundenga, Juvêncio Fulede, avançou dados que indicam que o distrito conta com 199 comunidades, das quais 75 já foram declaradas livres do Fecalismo a céu aberto.Por seu turno, o Chefe do departamento de Saneamento da Direcção Nacional de Abastecimento de Água e Saneamento (DNAAS), Roberto Mungoi, que falava em representação do director nacional, frisou que o país perde cerca de 1.2% do Produto Interno Bruto, equivalente a cerca de mil milhões de meticais anualmente, devido as mortes prematuras, tratamento de doentes nos hospitais com cólera e doenças diarreicas e perdas de productividade das famílias.No entanto, Mungoi destacou os esforços que o Governo da República de Moçambique está a encetar no sentido de reverter o cenário que se verifica no saneamento ao nível rural e urbano. Para além do PRONASAR, que tem é direcionado às zonas rurais, a DNAAS está a implementar o projecto de saneamento urbano, avaliado em 115 milhões de dólares, com o objectivo de alargar a cobertura de saneamento seguro em áreas urbanas seleccionadas de Moçambique.Refira-se que as cerimónias centrais da celebração do dia mundial da latrina, decorreram na localidade de Mussapa, no posto administrativo de Rotanda. Mussapa foi recentemente declarada uma localidade totalmente livre do fecalismo a céu aberto, uma proeza conseguida através de uma forte promoção da latrina no seio da comunidade, com envolvimento das lideranças locais.DNAAS – “Valorize a Latrina e a Higiene na sua Família”